Afinal, como definir os melhores tênis femininos para corrida?

6 minutos para ler

A corrida ficou conhecida como um esporte bastante democrático, que não exige equipamentos e nem locais específicos para sua prática. Em parte isso é verdade, afinal qualquer um pode começar a correr. A questão é que para garantir uma boa performance e evitar lesões, são necessários sim, alguns acessórios, como roupas adequadas e um bom par de tênis.

Por ser um esporte de alto impacto, a função do calçado é proteger os pés e auxiliar na melhora do desempenho. Por isso, a escolha do tênis é tão importante. Ele ajuda a minimizar as chances de lesões nos pés, joelho, quadril e coluna, garante o conforto durante o treino e as provas, o que auxilia a melhorar sua performance na corrida.

Existem diversos modelos e marcas de tênis para corrida femininos no mercado, o que traz algumas dúvidas e incertezas sobre como escolher o melhor. Pensando nisso, preparamos este conteúdo que auxiliará você a escolher a melhor opção para os seus treinos. Vem conosco aprender a escolher tênis sem ser especificamente pela cor e beleza!

Tipos de pisada

O primeiro ponto que você deve analisar é a sua pisada, escolhendo um tênis específico para ela. Existem três tipos de pisada: pronada, supinada e neutra. Cada uma delas tem características específicas, sendo que as duas primeiras necessitam de suporte e amortecimento extra em diferentes partes.

Por isso, antes de escolher o modelo é interessante analisar o tipo de pisada. Uma pessoa com a pisada pronada, necessita de mais suporte na parte interna do tênis, para evitar que o arco do pé receba toda a descarga de peso. Quem tem a pisada supinada, precisa de mais amortecimento, principalmente na lateral externa.

Para descobrir o tipo existem algumas dicas que podem ajudar, mas o ideal é fazer uma avaliação com um fisioterapeuta. O profissional avaliará a sua forma de pisar em pé, parado, e em movimento, na caminhada e corrida. Com isso, ele ainda pode sugerir exercícios que ajudam a minimizar os desvios e prevenir lesões.

Powered by Rock Convert

Amortecimento

O amortecimento é outra questão muito importante. Sua função é amenizar o impacto nas articulações a cada passada. O contato do pé com o solo durante a corrida gera uma força cerca de três vezes maior em relação ao corpo parado. Por isso, o sistema de amortecimento é importante, pois ele reduz esse choque no pé, tornozelo, joelho, quadril e coluna. Isso aumenta o conforto durante a prática.

Cada marca utiliza um sistema de amortecimento, que ainda pode variar entre os modelos. Para escolher, é preciso experimentar. Uma dica é ir até uma loja física e testar diferentes modelos. Existem os modelos mínimos, que não tem amortecimento, e os com pouco, médio e alto amortecimento. Cada pessoa se adapta melhor a um tipo.

Peso

O peso do tênis é outro fator que faz diferença na sua performance e que nem sempre é avaliado. Quando mais leve o tênis, menor o esforço para correr. A cada passada você precisa deslocar o peso do seu corpo, inclusive do tênis. Pode parecer que o peso do tênis não faz diferença nenhuma, afinal estamos falando de algumas gramas, mas para quem busca velocidade e quer diminuir o pace, faz.

Quanto mais amortecimento, mais pesado é o tênis. Nesse momento você precisa escolher entre conforto e velocidade. Dificilmente o tênis mais confortável e macio será o ideal para quem quer aumentar a velocidade.

Tamanho e medidas

O tamanho e medidas do tênis também deve ser avaliado na hora da compra. Não basta olhar apenas o seu tamanho de calçado, é preciso avaliar como o tênis se encaixa no calcanhar, peito do pé e dedos, principalmente o hálux — o dedão.

O calcanhar deve ficar encaixado, mas não pode ficar apertado. É preciso que tenha um espaço para movimentar e evitar calos e desconforto ao correr. O peito do pé precisa ficar firme e confortável. Ao amarrar o tênis, o pé não deve ficar “engessado” ou com os movimentos restritos.

Um dos pontos críticos ao escolher o tênis é o comprimento. Você precisa garantir que tenha um espaço entre o dedão e o bico do tênis. Caso contrário, ao correr, o atrito entre o dedo e o material pode dar bolhas e machucar a unha, causando desconforto.

Uma dica que os corredores mais experientes dão é comprar um número maior. Se você calça 36, por exemplo, o tênis de corrida deveria ser número 37. Outra dica é experimentar o tênis a noite, pois é o período em que os pés costumam estar mais inchados, como em uma corrida.

Objetivo

O tênis também precisa combinar com seu objetivo. Os modelos foram pensados e desenvolvidos para diferentes situações: corridas curtas, longas, provas de velocidade, redução do impacto e nível de atividade física são alguns dos exemplos.

Por isso, se você procura um tênis que dê a sensação de estar descalça, o ideal é um modelo minimalista, não o com amortecimento. Se você quer melhorar seu pace nos 5 km, o modelo escolhido deve ser diferente de quem treina para uma maratona ou ultramaratona. Escolher o modelo incompatível vai atrapalhar alcançar seu objetivo, frustrando suas expectativas.

Custo benefício

Além disso, é preciso avaliar o custo-benefício do tênis. Nem sempre o último lançamento ou o modelo mais caro é o ideal para você. Você precisa avaliar qual a sua necessidade e objetivo com a corrida e buscar um tênis que ofereça isso. Avalie a qualidade e a durabilidade do material, para garantir retorno do valor investido.

Com essas dicas sobre como escolher tênis para corrida femininos você não vai mais errar! Apesar de não ser o ponto mais importante, procure um modelo que você ache bonito e com suas cores preferidas. Querer melhorar a performance no esporte não é um impedimento para se sentir bonita e satisfeita com o tênis que você usa.

Se você gostou das nossas dicas de como escolher um tênis, compartilhe este artigo nas suas redes sociais. Aproveite para chamar suas amigas para uma corrida e viver la vie!

Posts relacionados

2 thoughts on “Afinal, como definir os melhores tênis femininos para corrida?

  1. Olá,

    Muito legal abordarem esse assunto.
    Uma dica que poderia agregar seria especificar qual o tipo de tenis para maratonista, ultramarotonista, corrida de 5km…. No item objetivo menciona que eé interessante analisar, no entanto não menciona a diferença.

    Abraços

    1. Que legal que gostou do assunto e muito obrigada pela dica, Iza!
      Entendemos, ótimo ponto! Acreditamos que a escolha do tenis ideal é complexa pois depende, além da distância, tb de preferências pessoais e do seu desejo / objetivo. Por isso, neste post optamos por falar sobre pontos a serem analisados que podem ajudar na escolha sem ditar regras muito fixas, vamos pensar se conseguiríamos aprofundar mantendo este objetivo 🙂

Deixe um comentário